Buyer persona: Como construir o perfil certeiro do seu cliente - Blog Maior
24/11/2017

Buyer persona: Como construir o perfil certeiro do seu cliente

Escrito por: Mariana Leal - Jornalista
Buyer persona: Como construir o perfil certeiro do seu cliente

Muito falamos aqui no blog sobre chegar de maneira certeira ao seu público e atingir as pessoas que estão realmente interessadas no seu produto. Mas você sabe mesmo quem é o seu potencial consumidor?

Com certeza você já ouviu falar em público alvo, que é um recorte genérico de quem tem interesse no seu produto. Geralmente essa classificação leva em consideração: idade, sexo, localização, formação educacional, poder aquisitivo, classe social e hábitos de consumo. Essas informações são, sem dúvida, muito importantes, mas será que continuam sendo o suficiente?

Com a revolução do marketing de conteúdo, a ideia é levar ao seu publico não mais propaganda pura e simplesmente, mas sim conteúdos relevantes que vão e acrescentar verdadeiramente a sua vida. Sempre que alguém procura por um produto ou serviço, está procurando sanar algum problema que possui naquele momento. Pode ser um problema de saúde, fome ou mesmo uma compulsão por comprar roupas, mas é sempre um problema. Seguindo por essa linha, o primeiro passo é entender quem é essa pessoa? Que problema é esse que ela está procurando resolver? Informações como: cargo, hábitos, crenças, hobbies, estilo de vida, hábitos de compra, que tecnologias usa, que mídias prefere, quem o influencia, onde busca informação e critérios de decisão na hora de comprar se tornam muito relevantes para desenhar a estratégia certa.

 Essas informações formam sua buyer persona, ou seja, a personalidade do seu potencial comprador. Com elas é possível desenhar uma representação fictícia do seu cliente ideal. E, claro, não precisa ser apenas um, você pode descobrir que tem tipos de compradores diferentes que merecem abordagens diferentes.  

A combinação desses dois perfis, o publico alvo, genérico e demográfico e a buyer persona, a personalidade de quem se interessa pelo seu produto é exatamente o que você precisa para nunca mais errar na hora de produzir e direcionar seu conteúdo e seu marketing, e não somente em questão de abordagem, mas também em linguagem, interesses, ambientes, horários e formato.

Abaixo seguem algumas dicas de como criar a sua buyer persona.

1)      Não suponha. Realize pesquisas, entrevistas e coleta de dados reais com quem entra no seu site, nas suas mídias sociais ou dentro do seu estabelecimento físico.

2)      Pense como seu público. Imagine como ele se comporta. Tente pesquisar pelo seu produto com a linguagem que ele utiliza.

3)      Observe suas mídias sociais, elas são um local riquíssimo de informações. Observe o perfil das pessoas que mais curtem e interagem com a sua marca e em quais mídias.

4)      Cadastre todos os seus efetivos e potenciais consumidores. Não tenha medo, peça informações sobre o seu público. Não precisam ser informações invasivas como nome, apenas interesses.

5)      Acompanhe seus relatórios. Tanto o site, quanto o facebook ou os disparos de e-mail marketing geram relatórios sobre quem tem interesse no que você tem a oferecer. Aproveite esses dados.

6)      Descubra como é o processo de compra do seu cliente. O que ele busca através do seu produto? Como ele procura por você? O que o levaria a decidir comprar o seu produto?

Quanto mais informações você conseguir sobre o seu cliente, melhor. Para isso valem questionários, bate papos, solicitar informações em troca de material. Com os dados em mãos cruze as informações com o que você já tem de consumidores efetivos do seu produto e crie suas buyers personas. E lembre-se testes nunca são demais. Teste seu conteúdo em cada personagem e veja como e quais funcionam melhor, buscando sempre aprimorar sua visão sobre o seu público.